Candoco Dance Company

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

Candoco.jpg

É uma companhia de dança contemporânea fundada 1991 por Celeste Dandeker e Adam Benjamin. Reconhecida por seu trabalho focado na integração de bailarinos deficientes e não deficientes. Sediada no Centro de Treinamento Nacional Aspire em Stanmore, norte de Londres é um dos principais expoentes do mundo na prática de dança inclusiva, com uma abordagem inovadora no ensino da dança.


Tabela de conteúdo

Histórico

Celeste Dandeker dançava com a London Contemporary Dance Theatre em 1975 quando sofreu uma queda no palco e teve uma lesão na medula espinhal que a fez pensar que nunca dançaria novamente. Até que em 1990 Darshan Singh Buller, convidou-a para participar de um filme. O resultado foi o premiado filme de dança The Fall, onde ela encontrou Adam Benjamin, um educador, treinador e defensor de um trabalho integrado. A partir daí Dandeker inspirou-se e criou Candoco que desde sua criação tem uma prática de dança inclusiva.


Candoco2.jpg


Integrantes

Equipe

Pedro Machado – Co-diretor artístico

Stine Nielsen – Co-diretora Artística

Rebecca Dawson – Diretora executiva

Joanne Lyons – Gerente geral

Nadja Dias – Marketing e Turnês

Farah Lyner – Gerente de comunicação

Liz Charman – Gerente Finaceira

Saphia Smith – Administradora

Hannah Dye – Gerente de aprendizagem

Andrej Gubanov – Gerente técnico

Joe Bates – Gerente de turnês

Fiona Cameron, Anna Anderson, Stephanie Grundy, Kulsoom Kausher, Kamran Mallick, Christopher Nourse, Sophie Partrige e Jane Stokes - Administração


Atuais ou ex-integrantes

Welly O’brien, Jürg Koch, Zoe Brown, Suzane Cowen, Chisato Minamimura, Lucy Moelwyn-Hughes, Kate Marsh, Marc Brew e Kimberley Harvey.


Dançarinos

Andrew Graham , Dan Daw, Mirjam Gurtner, Annie Hanauer, Victoria Malin, Kostas Papamatthaiakis, Susanna Recchia, Rick Rodgers.


Obras

Studies for C (2012)

Coreografia: Javier de Frutos

Inspirado pela poesia de Tennessee Williams, com a música e figurinos mexicanos tradicionais o dueto celebra a diferença e a rebeldia.

Looking Bach (2011/2012)

Coreografia: Rachid Ourmdane

Dançarinos: Darren Anderson, Elinor Baker, Dan Daw, Mirjam Gurtner, Annie Hanauer, Chris Owen

O espetáculo mistura dança, documentário e arte multimídia.

This is it (2011/2012)

Coreografia: Mathias Sperling com colaboração de Vicky Malin

Dançarina: Vicky Malin

É um solo alegre que capta a singularidade de uma dançarina.

Set and reset/reset (1983)

Coreografia: Trisha Brown

Direção em 2011 Abigail Yager

Remontagem da coreografa para a Candoco, com partes de improvisação.

In translation (2010/2011)

Coreografia: Emanuel Gat

O espetáculo é construído a partir de uma única seqüência de movimento que evolui e se desdobra em duetos, trios ou solos.

Imperfect storm (2010/2011)

Coreografia: Wendy Houstoun

Combinação de movimento e textos com uma pitada de humor, em uma performance vagamente baseado na peça de Shakespeare A Tempestade .

12 (2012)

Coreografia: Claire Cunningham

Com 12 Claire Cunningham nos convida para um mundo surpreendente, imaginativo - uma peça teatral que brinca com as muletas da vida. O resultado é uma peça turbulenta cheia de beleza lúdica e humor surreal.

Parallel Lines (2012)

Coreografia: Marc Brew

O conceito de Marc Brew para Parallel Lines veio das linhas que ligam - ou separam - pessoas e países. Utiliza objetos que dividem o espaço e movimentos fragmentados.

The hangman (2010/2011)

Coreografia: Sarah Michelson

Baseia-se nas tradições e convenções da dança, adicionando novidades às vezes inesperadas.

Still (2008/2009)

Coreografia: Nigel Charnock

O membro da DV8 Physical Theatre leva bailarinos e público a um mundo de amor e luxúria, vício e obsessão - com sua mistura única de ironia mórbida, entretenimento e humor negro.

The perfect human (2008/2009)

Coreografia: Hofesh Shechter

The Perfect Human é um espetáculo inquietante que questiona nossa busca por perfeição.

And who shall go to the ball (2007/2008)

Coreografia: Rafael Bonachela

O espetáculo faz uma brincadeira com o termo ball, que em inglês significa bola e baile.

The stepfather (2007/2008)

Coreografia: Arthur Pita

Inspirado em músicas country e morte, Arthur Pita conta um conto macabro ainda bem-humorado de uma situação familiar complicada.

The jouney (2005/2006)

Coreografia: Fin Walker

Uma viagem veloz e furiosa pelo mundo das emoções conduzida pela performance emocionante dos bailarinos. Uma viagem complexa e apreensiva.

In praise of Folly (2005/2006)

Coreografia: Athina Vahla

Um espetáculo rico e evocativo de dança teatro, inspirado pelas intrigas da arte renascentista. In Praise Of Folly é permeada por um poderoso senso de beleza e um potencial constante para a destruição.

Microphobia (2004/2005)

Coreografia: Bettina Strickler e Luca Silvertrini

Uma mistura inteligente de dança, teatro, música e linguagem, Microphobia reflete nosso desejo de analisar tudo o que dizemos e fazemos.

The human suite (2004/2005)

Coreografia: Stephen Petronio

Ousado, audaz e sensual, o espetáculo acontece ao som de The Devils Sonata de Tartini pontuado por The First Time Ever I Saw Your Face de Johnny Cash.

Phasing (2002/2003)

Coreografia: Jamie Watton

Um trio com uma interação lúdica e harmoniosa. Enérgico e colorido, Phasing promete elevar os espíritos.

Sour Milk (2002/2003)

Coreografia: Javier de Frutos

Contra uma dramática percussão chinesa antiga, o reprimido movimento ritualístico do quarteto de dançarinos explode em um clímax emocionante e apaixonado.

Shadow (2002/2003)

Coreografia: Fin Walker

Rápido e preciso, intercala istantes de quietude e momentos de reflexão. O resultado final é contagiante.


Ver também

vimeo.com/candoco/videos


Referências

Ballet Magazine

Candoco Dance Company

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home