Colaboratório

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

O CoLABoratorio é um programa realizado pela Associação Cultural Panorama (Rio de Janeiro), responsável pelo Festival Panorama de Dança, em parceria com o Núcleo do Dirceu (Teresina, Piauí). No Rio de Janeiro o CoLABoratorio conta também com o apoio do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

Colaboratorio 2010


<toc>

Histórico

O projeto CoLABoratorio teve sua primeira edição em 2006/2007, durante o Panorama de Dança, numa iniciativa de intercâmbio entre coreógrafos de diferentes nacionalidades, especialmente da América do Sul e da Europa. Na edição 2009/2010 o CoLABoratorio ampliou sua área de intercâmbio, agora entre América Latina, Europa e África. A edição 2009/2010 aconteceu simultaneamente nas cidades do Rio de Janeiro e de Teresina.


O objetivo do projeto é promover espaço para debate de questões relativas à dança contemporânea, suas práticas e problemas, e incentivar artistas a trabalharem juntos em projetos de criação. O projeto também se propõe a desenvolver profissionais da dança nos dois estados (Rio e Teresina) e estimular a criação colaborativa, evidenciando seu viés também educativo.


O projeto teve financiamento da União Européia e como parceiros europeus o Festival Alkantara, em Lisboa, o Centro de Criação Garajistanbul, na Turquia, e a agência londrina Artsadmin. O coLABoratorio 2009/2010 teve apoio do Centro Cultural de Espanha de São Paulo e do Centro Cultural Cervantes, que deram suporte para duas artistas bolsistas da América Central participarem do projeto e do Governo do Amazonas para participação da artista Damares D’Arc, de Manaus.


Os artistas bolsistas

2009

Em 2009, os artistas bolsistas do Rio de Janeiro foram selecionados através de convocatória pública, em Teresina foi contemplado o coletivo artístico Núcleo do Dirceu. Foram 15 artistas bolsistas em cada cidade, sendo que no grupo do Rio de Janeiro participaram do projeto duas artistas da América Central: Awilda Polanco (República Dominicana) e Didine Angel (El Salvador); e uma do Estado do Amazonas, Manaus: Damares D’Arc.


  • Lista completa dos artistas bolsistas 2009

Teresina - Piauí

Allexandre Santos / Bebel Frota / César Costa / Cipó Alvarenga / Cleyde Silva / Danielle Soares / Fábio Crazy / Fagão / Hudson Melo / Jacob Alves / Janaína Lobo / Jamila Rocha / Layane Holanda / Soraya Portela / Weyla Carvalho / Wilena Weronez.


Rio de Janeiro

Alice Ripoll / Aluisio Flores / André Bern / Astrid Toledo / Awilda Polanco / Alessandro Brandão / Carol Laner / Damares D' Arc / Daniella Aguiar / Didine Angel / Fernanda Eugenio / Giti Bond / Marcus Azevedo / Morena Paiva / Naiá Delion / Stela Guz.


2010

Em 2010 foi aberta convocatória pública para as duas cidades, contemplando 08 vagas para cada região. Os artistas selecionados são oriundos também de outros estados e países. A edição de 2010 contou com artistas da Amazônia, Ceará, São Paulo, Belo Horizonte e Chile. E graças ao apoio do Centro Cultural de Espanha de São Paulo, 03 artistas da América Latina e África foram contemplados com o projeto: Jazmin González Derbas (Paraguai), Ana Cecília Moreno (Bolívia) e Juan Miguel Miko (Guiné Equatorial).


  • Lista completa dos artistas bolsistas 2010

Residentes em Teresina:

Cleyde Silva Pereira (PI) / Clodomir Ferreira Junior (PI) / Datan Izaká (PI) / Jacob Alves (PI) / Joubert Arrais (CE) / Juliana França (SP) / Leonardo Nabuco (SP) / Valdemar do Santos (PI).


Residentes no Rio de Janeiro:

Agnaldo Martins (AM) / Cristiane de Oliveira (MG) / Damares D’Arc (AM) / Darwin Mora (Chile) / Gimena Mello (RJ) / Patricia Bárbara (RJ) / Vandré Vitorino (RJ) / Victor D’Olive (RJ).


Os artistas residentes

Ao longo da edição do Colaboratório 2009, seis coreógrafos foram convidados para coordenar as residências artísticas de colaboração: Cristian Duarte (SP) e Denise Stutz (RJ), do Brasil; Tamara Cubas (Uruguai), Boyzie Cekwana (África do Sul), Zeynep Gunsur (Turquia) e Rob List (Holanda). A curadoria dos coreógrafos convidados foi feita pelos coordenadores do projeto, nos núcleos onde o projeto ocorreu, Eduardo Bonito e Nayse Lopez (Festival Panorama– RJ); Marcelo Evelin (Núcleo do Dirceu – PI), e pelos parceiros europeus.


Para coordenar as residências artísticas do CoLABoratorio 2010 foram convidados coreógrafos e pensadores da arte contemporânea, nacionais e internacionais, a saber: Christine Greiner (SP), pesquisadora brasileira de comunicação e semiótica, que tem o corpo e suas expressões como objeto de pesquisa; Jorge Alencar (BA), diretor do grupo de Salvador, Dimenti, que trabalha com encontros de jovens artistas na linguagem de performance e dança contemporânea; Marcelo Evelin (PI), diretor artístico do Núcleo do Dirceu, de Teresina; Ricky Seabra (EUA/ Brasil), artista com nacionalidade dupla, brasileiro e norte-americano, que possui uma pesquisa performática com enfoque na crítica política norte-americana e nas questões de gênero; Julia Barsdley (Reino Unido), artista visual londrina, com sólida experiência em artes plásticas e performance; Miguel Pereira (Portugal), coreógrafo português de dança contemporânea; Christophe Wavelet (França), crítico de artes francês.

Encontrão Piauí‎

O Colaboratório no Festival Panorama

O projeto Colaboratório 2009 participaou do Festival Panorama de Dança 2009 no programa Se me dessem o teatro. Um programa de ocupação do Teatro Cacilda Becker para os artistas bolsistas e alguns convidados da edição 2009, do Rio de Janeiro e de Teresina. A ideia foi incentivar os artistas a trabalharem de forma autogestiva na criação de uma mostra coletiva, apresentada nos finais de semana dos dias 8, 9 e 15 de novembro. Durante o festival, os 30 artistas se reuniram no teatro para criar, ensaiar e conviver, e foram responsáveis por decidir uma proposta de programação para o último dia de festival. A apresentação pública foi o resultado final do coLABoratorio 2009 e o programa Se me dessem o teatro um primeiro passo para dar continuidade ao encontro


O programa de residências encerrou sua edição 2010 com uma imersão criativa em Miguel Pereira, no CPC Gargarullo, e uma ocupação artística no Teatro Cacilda Becker, no Rio. Ao todo, foram 08 projetos apresentados, resultados de colaboração, algumas mais explícitas, como os "Processos em Convivência" e o duo de Jazmin e Izaká, outras menos. Mas para quem teve a oportunidade de acompanhar o programa desde o início, pôde perceber que o olhar do outro estava presente, bem como o atravessamento artístico entre os participantes, as crises, as transformações. Os trabalhos apresentados nas duas cidades, parte da programação do Festival Panorama de Dança 2010, passaram por um rico processo de construção de dramaturgia com o crítico francês Christophe Wavelet.


As residências de criação

Eu Precisava Ganhar Tempo


Além das residências de formação, o Colaboratório também organizou residências pontuais de criação colaborativa, entre coreógrafos brasileiros e de fora. Em setembro de 2009 aconteceu a primeira parceria nesse critério, entre Wagner Schwartz (Brasil) e Rachid Ouramdane (França). O resultado - J’essayaias de gagner du temps/ Eu precisava ganhar tempo - foi apresentado na programação do Festival Panorama de Dança 2009, no Sentido Centro, no Centro Cultural Helio Oiticica. Outra residência em critério de criação foi a parceria entre a Companhia Membros, dirigida por Paulo Azevedo e o criador do Benin, Arnaud Agboliagbo, no projeto Corpo Aberto, em dezembro de 2009.


Em 2010 a residência de criação foi desenvolvida em colaboração entre os artistas Cristian Duarte e Leonardo Nabuco (São Paulo) e a artista da Espanha Paz Rojo. O resultado dessa colaboração, o projeto A piece… together - um projeto artístico de conhecimento informal e experiências coletivas, investigado durante o mês de novembro de 2010 e apresentado no Festival Contemporâneo de Dança, em São Paulo.


Referências

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home