José Limón

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

José Limón (José Arcadio Limón, 12 de janeiro de 1908 – 2 de dezembro de 1972), bailarino, coreógrafo e professor da Juliard School, de Nova Iorque.

Jose-limon.jpg
Imagem retirada do site: http://lamanufacturera.com/wpcontent/uploads/2012/10/tumblr_mamapv3JIk1r79lczo1_1280.jpg - dia 10/05/2013 às 17:47h

Tabela de conteúdo

Vida

Nasceu em 1908, na cidade Culiacán, no México e radicado nos Estados Unidos na infância. Iniciou seus estudos com Doris Humphrey, com quem trabalhou por dez anos, ao mesmo tempo que estudava dança acadêmica. Sua dança era marcada por seu caráter pessoal e teatralizado. Antes de começar seus estudos de dança, estudou pintura.
No Festival de Bennington no Moinho College, em 1939 apresenta sua primeira grande obra, Danza de la muerte, inspirada na guerra civil espanhola. Em 1947 forma sua companhia, a José Limón Dance Company e pede a Humphrey para dirigí-la. Sua estréia se deu no Bennington College, apresentando obras de Humphrey como Lamento e História da Humanidade. Na sua parceria com Humphrey desenvolveu seu repertório e método que viria a ser a técnica de Limón.

Técnica

José Limón se inspirou nas tradições e religiosidade de sua terra natal, se baseando também nos santos, pecadores e loucos, deixando sempre muito evidente sua herança índia e latina.

Bailarinos da José Limon Dance Company

Louis Falco
Pauline Koner
Betty Jones
Lucas Hoving

Espetáculos

La Malinche
The Dxiles
Eden Tree
Tree is the Time
The Traitor
Missa Brevis
Em 56, criou The Emperor Jones em colaboração com o maestro Villa-Lobos, baseado na peça de Eugene O'Neill. A obra foi apresentada no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e São Paulo, em 1960 e filmado em 1972.
Sua obra-prima Moor's Pavane, de 1949, uma espécie de dança de corte, é baseada na tragédia de Shakespeare, Otelo, e tem o próprio José Limón como protagonista.
Suas últimas obras foram Dances for Isadora e Orfeo e Carlota, de 1972.

Premiações

Limón recebeu dois Magazine Awards, o prêmio de dança Capezio e doutorados honoríficos de quatro universidades em reconhecimento das suas realizações. Ele foi o tema de uma grande exposição retrospectiva no New York Public Library for the Performing Arts e, em 1997, ele foi incluído no Hall da Fama do Museu Nacional de Dança em Saratoga Springs, Nova Iorque. Seus escritos autobiográficos, um livro de memórias inacabadas, foram editados por Lynn Garafola e publicado em 1999 pela Wesleyan University Press.
Limón morreu de câncer, aos 64 anos, em 1972. Sua companhia ficou sob a direção de Carla Maxwell.

Referência bibliografica

limon.org
http://en.wikipedia.org/wiki/José_Limón
CAMINADA, Eliana. História da Dança: evolução cultural. Rio de Janeiro, Sprint, 1999.
BOURCIER, Paul. História da Dança. São Paulo, Martins Fontes, 1987.
PORTINARI, Maribel. História da Dança. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1989.

--Monique Anny 22h38min de 31 de maio de 2013 (BRT)

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home