RioArte

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

O Instituto Municipal de Arte e Cultura - RioArte existiu foi criado por decreto municipal no dia 13 de junho de 1979. Tinha como objetivo promover e desenvolver - através de patrocínios, apoios e incentivos - diferentes campos culturais como artes visuais, dança, música e teatro. O RioArte foi o responsável por elaborar e executar as políticas culturais da Secretaria Municipal de Cultura ao longo dos mais de 20 anos de funcionamento.

Estudiosos e críticos apontam o período entre 1995 e 2005 como os "anos dourados" da dança carioca. Isso se deve especialmente pela política de apoio e subvenção à dança desenvolvidos pelo RioArte no período em questão.

Programas de apoio na área de dança

À frente da Secretaria municipal de Cultura do Rio de Janeiro durante duas gestões (1993-1997, Cesar Maia / 1997-2001, Luiz Paulo Conde), Helena Severo foi responsável pela implantação do Programa RioArte de Subvenção à Dança Carioca, um dos grandes fomentadores das companhias de dança contemporânea carioca nos anos 90.

O Programa RioArte garantia uma subvenção anual a companhias residentes e ativas na cidade, incentivando o trabalho continuado de coreógrafos e bailarinos. Ele começou com três companhias: a [[ Cia AtoresBailarinos do Rio de Janeiro]], de Regina Miranda, a Companhia Carlota Portella - Vacilou Dançou, e a Companhia de Dança Deborah Colker. Entre 2003 e 2005 (o último ano do Programa), foram contempladas 13 companhias. O Programa se estendeu de 1995 a 2005.

Outras importantes iniciativas do RioArte no campo da dança foram:

- Programa de Bolsas RioArte - contemplou pesquisadores, artistas e autores entre os anos de 1995 e 2004. Os bolsistas tinham que apresentar projetos de interesse cultural para a cidade nas categorias artes cênicas, música, artes visuais, dança, literatura e arte e tecnologia.

- Prêmio RioDança - foi entregue em 1999 e 2000 exclusivamente aos profissionais de dança que se destacaram em produções naqueles dois anos. Foi uma iniciativa conjunta entre a Secretaria Municipal de Cultural e o Comitê Carioca de Dança. O prêmio foi entregue nas categorias bailarino, bailarina, coreógrafo, figurinista, cenógrafo, iluminador, trilha sonora e produtor.

- Projeto Memória da Dança - teve como principal evento a exposição Imagens da Dança, realizada no Centro de Arte Helio Oiticica. A exposição exibiu fotos, documentos, figurinos, maquetas, partituras e acessórios relacionados à história da dança carioca no século XX. O projeto esteve em actividade de 1998 a 1999 e também foi uma iniciativa proposta pelo Comitê Carioca de Dança.

Em 2002, a Divisão de Dança do RioArte promoveu política de apoio a temporadas de dança. As principais ações foram a expansão das pautas para dança nos teatros e demais espaços da prefeitura, aumento das temporadas para três semanas (ao invés das duas semanas habituais) e designação de verba específica para os custos de produção de cada temporada. Essa política foi implementada para as companhias que não contavam com o programa de subvenção do RioArte.

O RioArte também deu importante apoio aos festivais Panorama de Dança e Dança em Trânsito e foi responsável pela criação do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

O RioArte foi extinto pelo ex-prefeito Cesar Maia em fevereiro de 2006.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home