Maria Clara Salles

De Wikidanca

Ir para: navegação, pesquisa

Maria Clara e aluno do GMDC

Disponível em Jornal da Canastra


Tabela de conteúdo

Breve Histórico

Maria Clara Salles Pereira é maítre de ballet, coreógrafa e bailarina, nascida na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, em 1946. Filha de Maria Clara Drummond de Salles Pereira e de Waldomiro Salles Pereira, Maria Clara era neta do senador José Pedro Drummond, que foi autor e defensor da emenda do projeto que propôs a mudança da capital para Belo Horizonte (LIMA1, 2010).

Desde muito cedo despertou seu desejo de ser bailarina, ainda que um problema de saúde tenha dificultado essa realização – Maria Clara tinha uma hérnia, cuja correção cirúrgica só foi possível aos treze anos de idade (LIMA, 2010).

Maria Clara é fundadora da escola Centro Mineiro de Danças Clássicas e do Grupo Mineiro de Danças Clássicas (GMDC).





NOTA:

1 Carla Andréa Silva Lima professora, diretora, bailarina e atriz. É graduada em Artes Cênicas pela UFMG (2004), mestre em Artes (2007) e doutoranda em Artes pela EBA – UFMG.


Formação

Maria Clara teve sua primeira experiência na área de dança ao freqüentar a Academia de Amália Nocchi, ex-aluna de Carlos Leite. De acordo com Lima (2010), no final do primeiro ano de aulas, uma vez que tinha muita facilidade para a técnica, fez sua primeira apresentação com sapatilha de ponta, o pás de deux Dança das Horas. Devido à total desaprovação de seus pais, apresentou-se com o codinome de Alexandra M. Almeida.

Amália Nocchi então apresenta Maria Clara a Carlos Leite, com intuito de aprimorar sua formação profissional. Torna-se, então, aluna de Carlos Leite, e desta forma, Maria Clara também segue para o Rio de Janeiro, onde teve aulas com Tatiana Leskova, em cursos de férias (LIMA, 2010).

Em 1967, segundo Lima (2010), Maria Clara casa-se com Alberto Almeida, e muda-se para o Rio de Janeiro. Lá começa a fazer aulas Balé Clássico com Dalal Aschar, que na época tinha acabado de trazer para o Brasil o método da Royal Academy of Dancing, de Londres. É neste contato que artista vai amadurecendo impressões a respeito da Dança Clássica e seu ensino.


Carreira

De volta definitivamente à Belo Horizonte, Maria Clara começa a dançar no Ballet Ana Lúcia, sob a direção de Ana Lúcia de Carvalho. De acordo com Lima (2010), é com esse grupo que Maria Clara tem sua maior experiência enquanto bailarina profissional, uma vez que no período em que se encontrava no Rio de Janeiro, dividia seu tempo entre as aulas e seu filho pequeno, Gustavo.

Em 1975, Maria Clara assume, à convite de Ana Lúcia de Carvalho, o curso de dança no Colégio Sagrado Coração de Jesus, sua primeira experiência pedagógica. Em 1976, devido ao sucesso de seu trabalho o Ballet do Sagrado Coração de Jesus começa a admitir alunas de fora da escola. Maria Clara chegou a ter quase 300 alunas neste período (LIMA, 2010).

Em 1981, Maria Clara funda o Centro Mineiro de Danças Clássicas, em Belo Horizonte, Minas Gerais, fruto de seu percurso investigativo e pedagógico no campo da Dança Clássica (LIMA, 2010). Em 1983, como resultado de sua pesquisa e excelente trabalho de formação de seus bailarinos, Maria Clara cria o Grupo Mineiro de Danças Clássicas. Em 1993, com o desejo de ter uma companhia, cria a Cia Mineira de Danças Clássicas. Entretanto, devido à dificuldades financeiras e problemas ocorridos com um bailarino já seu primeiro espetáculo, tem seu fim pouco depois de seu nascimento (LIMA, 2010).

Em 2001, é a única latino-americana a ser convidada a fazer parte do júri do 9º [Moscow International Ballet Competition], dirigido por Yuri Grigorovich. Segundo Lima (2010), neste mesmo ano, Maria Clara deixa a direção do Centro Mineiro de Danças e pára de lecionar na escola, devido a inúmeros problemas.

Maria Clara passa, então, a integrar o corpo docente da [Fundação Clóvis Salgado], além de dar aulas no Ballet Movimento, a convite de Nora Vaz de Melo. Também deu aulas na Escola de Dança 1º Ato, no Núcleo Artístico de Marjorie Quast, e no Ballet Ana Lúcia de Carvalho, que encerrou suas atividades em 2005 (LIMA, 2010).

Em 2009, o Grupo Mineiro de Danças Clássicas realiza o espetáculo Gala 2009, interpretado por vários grupos de dança: Ballet Jovem do Palácio das Artes, Cia. Paulista de Dança, Harmonia Studio de Dança, CEFAR, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, entre outros (LIMA, 2010).


Maria Clara e Arilton Assunção

Troféu e Diploma Construtores da Dança, 2010. Foto: Fernando Azevedo.

Disponível em Pernambuco em Dança


Referências

LIMA, Carla Andréa Silva. Maria Clara Salles: a criação no ensino da dança. Memória da Dança no Brasil. Belo Horizonte: Instituto Cidades Criativas, 2010. (Personalidades da Dança em Minas Gerais, 8).


Ligações Externas

Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Acesso em outubro de 2011.

Pernambuco em Dança. Acesso em outubro de 2011.

Jornal da Canastra. Acesso em outubro de 2011.

Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Ações
Navegação
Ferramentas
Visite-nos
Idana.net - Home